Nota triste

SÃO PAULO (vai cedo) – Morreu hoje (ontem, pela hora que escrevo), dia 29/03/2011, em São Paulo, aos 79 anos de idade, o ex-vice-presidente José Alencar. Foi cedo, mas pensando por outro lado, descansou dessa vida, depois de 12 anos de luta contra o câncer.

Quando eu era editor e repórter do G1, fui escalado para ir de madrugada cobrir mais uma internação de Alencar no hospital Sírio-Libanês. Nas redações, apelidavam o político como “Highlander”, em alusão àquele filme de 1986 com o Christopher Lambert, que era o “guerreiro imortal”. E já sabendo do apelido e da fama de Alencar por ter enganado a morte várias vezes, sabia que não seria naquele dia que o Criador iria chamá-lo para compor suas fileiras celestiais.

Fiquei ali, colhendo informações com os assessores e médicos e fiz algumas rápidas amizades, me enturmando com cinegrafistas, assistentes e outros repórteres que passaram a madrugada na porta do hospital, a base de café e pizzas (que alguma equipe de TV comprou após uma vaquinha feita ali, na hora). Todos dizíamos a mesma coisa, que ele ainda ia sair de lá sorrindo e ia viver bastante. E viveu. Esse episódio que relato aqui foi há quase 2 anos.

O Brasil perde um grande homem, mais um exemplo de vida para esse povo. Pena.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em filmes, generalidades, Política

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s