E na Malásia…

SÃO PAULO (e vamos indo) – Na Malásia, em Sepang, acontece a segunda prova da temporada 2011 da Fórmula 1. Vi os treinos livres e de novo vai ser difícil parar as Red Bull.  E quem dominou dessa vez não foi Sebastian Vettel, e sim seu companheiro, Mark Webber, que cravou a primeira posição nos dois treinos.

Não era para o australiano ter andado tão atrás do alemão na primeira corrida, na sua casa, devia ter algo errado no seu carro. Mas agora ele mostrou que realmente a Red Bull é a equipe a ser batida.

Uma faixa dourada na lateral do pneu diferencia melhor o composto da Pirelli

Quem ficou em segundo e, na minha opinião deve ser a única equipe que pode assustar os touros vermelhos e roubar uns pontinhos, foi a McLaren. Hamilton no primeiro treino, Button no segundo. No primeiro treino, com pneus duros, Lewis ficou a 1,6 s, uma eternidade. Já Jenson, com os pneus “faixa dourada” da Pirelli (que resolveu melhorar a sinalização visual para alívio dos narradores), macios, ficou só a 5 milésimos de diferença, um pentelhinho, como diria Nelsinho Piquet.

Massa foi discreto, Alonso idem. A Ferrari ainda não se achou, falta algo. O espanhol está cansado de lutar com o carro e suar sangue para colocar a Scuderia mais à frente do que o equipamento permite. Felipe ainda está inconstante, mas na última corrida conseguiu segurar Button com maestria, provando que recuperou um pouco do ânimo.

As Williams andaram bem com Barrichello e Maldonado, com o venezuelano andando na frente do brasileiro nas duas sessões. Mas Pastor armou uma presepada digna de Hamilton quando este estava sob pressão: rodou sozinho na entrada dos boxes e enfiou o bico do carro nos pneus. A equipe fez uma cara de “inacreditável”, mas por sorte o prejuízo foi pequeno.

As Toro Rosso fizeram um brilhareco com Alguersuari, vê-se que a co-irmã da Red Bull tem um projeto bem feitinho. E as Mercedes andaram bem com pneus macios, Schumacher fez a pole no treino com alguma autoridade até Webber ir para a pista e fechar a sessão.

Até Karthikeyan conseguiu levar a Hispania abaixo dos 107%, sem maiores erros, mas lutando herculeamente com o carro. Já Liuzzi achou que estava em um rally e “rampou’ com o carro numa zebra, o que fez o carro simplesmente apagar no meio da reta. Voltou a pé e fez uma cara de “não sei o que houve”, mas mesmo o carro sendo a carroça que é, não precisa judiar dele.

De resto, mais do mesmo. Renault andando razoavelmente bem, Lotus fazendo força para subir no grid, Virgin lá atrás, Force India um pouco acima e Sauber regular e que ainda pode melhorar.

Os carros voltam à pista em Sepang neste sábado, às 2h (horário de Brasília), para o último treino livre. A sessão que define o grid de largada será às 5h. Zumbizada a postos!

Abaixo, os resultados dos treinos.

GP da Malásia – Treino Livre 1:

1°. Mark Webber (AUS/Red Bull-Renault), 1min37s651 (22 voltas)
2°. Lewis Hamilton (ING/McLaren-Mercedes), a 1s665 (16)
3°. Michael Schumacher (ALE/Mercedes), a 2s140 (29)
4°. Nico Hulkenberg (ALE/Force India-Mercedes), a 2s726 (23)
5°. Pastor Maldonado (VEN/Williams-Cosworth), a 2s792 (31)
6°. Felipe Massa (BRA/Ferrari), a 2s802 (22)
7°. Nick Heidfeld (ALE/Renault), a 2s874 (6)
8°. Rubens Barrichello (BRA/Williams-Cosworth), a 2s930 (21)
9°. Fernando Alonso (ESP/Ferrari), a 2s950 (23)
10°. Nico Rosberg (ALE/Mercedes), a 2s995 (29)
11°. Adrian Sutil (ALE/Force India-Mercedes), a 3s083 (21)
12°. Daniel Ricciardo (AUS/Toro Rosso-Ferrari), a 3s097 (23)
13°. Jaime Alguersuari (ESP/Toro Rosso-Ferrari), a 3s119 (24)
14°. Kamui Kobayashi (JAP/Sauber-Ferrari), a 3s221 (27)
15°. Jenson Button (ING/McLaren-Mercedes), a 3s276 (16)
16°. Jarno Trulli (ITA/Lotus-Renault), a 3s969 (21)
17°. Sebastian Vettel (ALE/Red Bull-Renault), a 3s976 (18)
18°. Sergio Pérez (MEX/Sauber-Ferrari), a 3s991 (24)
19°. Timo Glock (ALE/Virgin-Cosworth), a 4s503 (18)
20°. Jérome D’Ambrosio (BEL/Virgin-Cosworth), a 4s889 (20)
21°. Davide Valsecchi (ITA/Lotus-Renault), a 6s403 (18)
22°. Vitantonio Liuzzi (ITA/Hispania-Cosworth), a 7s577 (20)
23°. Narain Karthikeyan (IND/Hispania-Cosworth) a 8s616 (10)
24°. Vitaly Petrov (RUS/Renault), a 10s281 (4)

GP da Malásia – Treino Livre 2:

1°. Mark Webber (AUS/Red Bull-Renault), 1min36s876 (24 voltas)
2°. Jenson Button (ING/McLaren-Mercedes), a 0s005 (30)
3°. Lewis Hamilton (ING/McLaren-Mercedes), a 0s134 (23)
4°. Sebastian Vettel (ALE/Red Bull-Renault), a 0s214 (30)
5°. Michael Schumacher (ALE/Mercedes), a 1s212 (26)
6°. Felipe Massa (BRA/Ferrari), a 1s213 (31)
7°. Nico Rosberg (ALE/Mercedes), a 1s689 (25)
8°. Nick Heidfeld (ALE/Renault), a 1s694 (16)
9°. Fernando Alonso (ESP/Ferrari), a 1s707 (27)
10°. Jaime Alguersuari (ESP/Toro Rosso-Ferrari), a 1s970 (31)
11°. Pastor Maldonado (VEN/Williams-Cosworth), a 2s092 (25)
12°. Rubens Barrichello (BRA/Williams-Cosworth), a 2s311 (30)
13°. Vitaly Petrov (RUS/Renault), a 2s391 (17)
14°. Kamui Kobayashi (JAP/Sauber-Ferrari), a 2s522 (29)
15°. Sergio Pérez (MEX/Sauber-Ferrari), a 2s727 (34)
16°. Paul di Resta (ESC/Force India-Mercedes), a 2s749 (31)
17°. Adrian Sutil (ALE/Force India-Mercedes), a 2s933 (28)
18°. Sébastien Buemi (SUI/Toro Rosso-Ferrari), a 3s239 (31)
19°. Timo Glock (ALE/Virgin-Cosworth), a 3s990 (24)
20°. Jarno Trulli (ITA/Lotus-Renault), a 5s014 (19)
21°. Narain Karthikeyan (IND/Hispania-Cosworth) a 6s321 (15)
22°. Vitantonio Liuzzi (ITA/Hispania-Cosworth), a 7s115 (14)
23°. Heikki Kovalainen (FIN/Lotus-Renault), a 8s010 (4)
24°. Jérome D’Ambrosio (BEL/Virgin-Cosworth), Sem tempo

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em automobilismo, Formula 1

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s