Made in China (3)

SÃO PAULO (já fui melhor de palpite) -Vamos começar do começo. Ninguém esperava Webber ser degolado no Q1. Eu mesmo achei que era um jogo de cena da Red Bull para o terceiro treino, já que o australiano havia andado muito bem no primeiro treino livre. Mas largar em 18º é para deixar qualquer um possesso da vida, como ficou o piloto que saiu pisando duro e olhando feio pra todo mundo. De resto, lá atrás, tudo normal. Virgin, Hispania e Lotus fizeram seus papeis e vão escoltar uma Red Bull, estranha naquele ninho ali.

Webber saiu reclamando que a equipe não deixou que ele treinasse com pneus macios, ele usou só os duros o fim de semana todo. E também que a equipe ficou arrumando o KERS (que a Red Bull praticamente não usa) enquanto os treinos iam passando. O piloto do carro nº 2 vai chiar ainda mais, já que não vai poder usar o KERS na largada. Corre o sério risco de ser ultrapassado na primeira curva pelas “nanicas” da categoria, se não tomar um toque de graça no bolo.

Mas mesmo assim, foi surpresa geral, negativa. E isso vai dar polêmica interna nos touros vermelhos e muito pano para manga na imprensa geral até a corrida.

Outro que queimou minha língua foi Petrov. Achei que ele ia ficar entre os dez primeiros, mas o russo armou um salseiro no Q2 quando a Renault simplesmente travou no meio da pista. As marchas foram diminuindo até o carro parar de súbito, com o problema hidráulico padrão. Como já era o 10º, ele larga dessa posição. E dá-lhe bandeira vermelha.

Treino interrompido e todo mundo roendo as unhas. Com 2 minutos sobrando, foi um pega-pra-capar para os pilotos saírem dos boxes e marcar tempo para o Q3. Não me lembro de outra classificação disputada no roda-a-roda. Todo mundo saiu em fila e disputando freada para abrir a volta. Mas Schumacher e Heidfeld também queimaram minha língua. Nenhum dos dois conseguiu passar ao Q3. E Barrichello repetiu o 15º lugar da Malásia, com seu Williams que não ata nem desata.

Quem não tem nada a ver com isso é Vettel. Mais uma classificação, mais uma pole-position, a sexta nas últimas sete corridas. Sebastian sai na frente e já tem grande vantagem para levar a terceira vitória consecutiva. Acho que vou apostar nele dessa vez. A exemplo do último treino livre, o alemão saiu só uma vez, fez uma volta voadora e vai largar na frente de novo.

Do primeiro ao sexto lugar, as posições são as mesmas do terceiro treino. Vettel, Button, Hamilton, Rosberg, Alonso e Massa.

Felipe andou bem, mas ainda ficou atrás do espanhol. As Ferrari largam separadas por apenas 0s036. Mais uma chance para Massa fazer suas largadas sensacionais e ganhar umas posições na primeira volta.

Outras boas surpresas foram a presença de Alguersuari, Di Resta e Buemi entre os dez primeiros. O escocês já desponta como o melhor estreante até aqui, andando na frente de seu companheiro de equipe, o promissor Sutil, da promissora Force India. E as Toro Rosso, que continuam com a boa sina de não depender tanto da matriz para fazer seus brilharecos.

Arrisco um palpite? Sim. Vou de Vettel, Button e Massa para o pódio. Vamos ver se dá certo agora.

O GP da China de F-1 tem largada marcada para as 4 da manhã (de Brasília), com transmissão ao vivo da Rede Globo e das rádios Jovem Pan, Bandeirantes e Globo CBN.

GP da China – Grid de largada

1º. Sebastian Vettel (ALE/Red Bull-Renault), 1min33s706
2º. Jenson Button (ING/McLaren-Mercedes), 1min34s421
3º. Lewis Hamilton (ING/McLaren-Mercedes), 1min34s463
4º. Nico Rosberg (ALE/Mercedes), 1min34s670
5º. Fernando Alonso (ESP/Ferrari), 1min35s119
6º. Felipe Massa (BRA/Ferrari), 1min35s145
7º. Jaime Alguersuari (ESP/Toro Rosso-Ferrari), 1min36s158
8º. Paul di Resta (ESC/Force India-Mercedes), 1min36s190
9º. Sebastien Buemi (SUI/Toro Rosso-Ferrari), 1min36s203
10º. Vitaly Petrov (RUS/Lotus Renault), sem tempo no Q3

11º. Adrian Sutil (ALE/Force India-Mercedes), 1min35s874
12º. Sergio Pérez (MEX/Sauber-Ferrari), 1min36s053
13º. Kamui Kobayashi (JAP/Sauber-Ferrari), 1min36s236
14º. Michael Schumacher (ALE/Mercedes), 1min36s457
15º. Rubens Barrichello (BRA/Williams-Cosworth), 1min36s465
16º. Nick Heidfeld (ALE/Lotus Renault), 1min36s611
17º. Pastor Maldonado (VEN/Williams-Cosworth), 1min36s956

18º. Mark Webber (AUS/Red Bull-Renault), 1min36s468
19º. Heikki Kovalainen (FIN/Team Lotus-Renault), 1min37s894
20º. Jarno Trulli (ITA/Team Lotus-Renault), 1min38s318
21º. Jérôme D’Ambrosio (BEL/Marussia Virgin-Cosworth), 1min39s119
22º. Timo Glock (ALE/Marussia Virgin-Cosworth), 1min39s708
23º. Vitantonio Liuzzi (ITA/Hispania-Cosworth), 1min40s212
24º. Narain Karthikeyan (IND/Hispania-Cosworth), 1min40s445

*107% do tempo do Q1: 1min41s941

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em automobilismo, Formula 1, generalidades

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s