E no Anhembi… (2)

SÃO PAULO (a toque de caixa) – Estou bem atarefado nos últimos dias, então acabei deixando este blog meio largado, mas vamos recapitular a Indy.

Ouvi a corrida no rádio, no ônibus, indo para o trabalho. E foi emocionante. Fazia algum tempo que não ouvia corridas no rádio (às vezes ouço a Jovem Pan com Felipe Mota fazendo as reportagens in loco da Fórmula 1, mas é só quando realmente eu não tenho uma TV por perto), pus o dial na BandNews FM e fui acompanhando a vitória do autraliano Will Power quase 22 horas depois da primeira largada. E Power conquistou cada pedacinho do troféu com raça, competência e uma boa dose de sorte, como os grandes atletas devem ter.

Como era previsto, a chuva voltou a cair na área do circuito na segunda-feira, mas dessa vez em menor intensidade.Achei que daria Takuma Sato depois do show que o japonês deu na pista, mas “Taku” ficou para trás depois da estratégia de paradas da equipe KV não ser tão eficiente quanto a da equipe Penske de Power, que beijou o muro logo no começo da prova, depois de ser passado por Sato.

Quem deu um belo espetáculo também foi a piloto suíça Simona de Silvestro. A mulher pilota uma barbaridade, faz frente com Danica Patrick e Bia Figueiredo (Ana Beatriz lá nos EUA porque eles não conseguem pronunciar o nome mais conhecido dela) no quesito talento. De lambuja, Simona cravou a melhor volta do circuito e levou um troféu para casa pelo feito. Essa menina vai dar trabalho ainda na Indy.

Bom, de resto, Rahal e Briscoe completaram o pódio. Os brasileiros não se deram bem em casa, o melhor foi o Vitor Meira em 17º lugar. Ele, que foi 3º ano passado, bateu, rodou, quebrou bico, eixo, câmbio e mais alguma coisa, ainda conseguiu voltar, mas não deu. Pelo menos não se machucou, caso de Kanaan e Castroneves (Bia já estava com o pulso quebrado desde a segunda prova), que levaram pancadas nas mãos por causa de batidas, onde o volante virou de súbito e acertou dedos e punhos. Meio que lutando contra as dores, ambos terminaram, mas em 22º e 21º respectivamente. Rafa Matos ficou pelo caminho logo cedo, Bia também.

Mas alguns pitacos finais sobre a prova em São Paulo:

– a cidade já trava se uma bicicleta cai na rua, como diz minha mãe, e é verdade. Realizar a prova na segunda-feira só institucionalizou o caos para o paulistano. A chuva do domingo tem sua parcela de culpa (ia fazer qualquer prova no mundo parar por um tempo), mas o vilão foi o escoamento de água. Ou a falta dele, melhor dizendo. Não dá para fazer um evento assim só na base da politicagem. O retorno financeiro e de mídia para a cidade é altamente positivo, mas a regra de se adiar a corrida para a manhã do dia seguinte está escrita há anos. Então, que os organizadores, (promotores, TV e prefeitura) trabalhem para que tudo aconteça dentro do protocolo normal em vez de fazer o oba-oba social.

– os pilotos adoram a pista, a organização da Indy também. É a maior reta do calendário, tem pontos de ultrapassagem, a corrida do ano passado deu certo (apesar de ter sido feita em cima da hora e meio nas coxas) e é um circuito de rua inusitado e interessante. Que não saia mais do calendário e que melhore muito ainda, mas o saldo é positivo.

– de negativo, aquela lombada entre o concreto do sambódromo e o asfalto da curva 1. Cada piloto que passava ali dava um pulo e quase que não fazia a curva. Recapearam tudo e resolveram o problema da tinta no concreto, mas largaram um degrau inadmissível ali.

– um caminhão da F-Truck estourou um radiador naquele ponto numa demonstração, o que fez a pista virar um sabão naquele ponto. Aliado ao asfalto molhado e sem borracha, o fato causou toda a lambança do começo da prova.

– os pilotos ex-F1 andaram muito bem. Só Bourdais ainda está pegando o jeito. E Hinchcliffe vai dar trabalho também até o fim do ano esse cara é rápido e consistente, quem acompanhava a Indy Lights ano passado sabe do que falo.

– o Grupo Bandeirantes está se negando a devolver a grana dos ingressos para quem não pôde ir na segunda-feira porque alguém tinha de trabalhar nessa cidade. Vai dar problema.

– foi mais de uma hora e dez minutos de prova sob bandeira amarela, acho que é algum recorde.

– Luan Santana cantou o Hino Nacional brasileiro. Nada contra o jovem, que faz um incrível sucesso e arrasta multidões. Mas ter cantado o nosso hino pela metade é inaceitável. E cantou muito mal. Luciana Melo cantou o hino estadunidense muito melhor minutos antes. Foi vaiado com justiça.

– e para encerrar, infelizmente a cena se repetiu nos bastidores. Em 2010, o fotógrafo e amigo Miguel Costa Jr teve seu notebook furtado de dentro da sala de imprensa. Este ano, dois repórteres do Tazio também tiveram seus equipamentos e uma mochila subtraídos de dentro da mesma sala. Felizmente a responsável pela comunicação, a XYZ (ex-ReUnion) vai ressarcir os prejuízos. Mas a dor de cabeça de ter de retirar novos documentos, cancelar cartões, entre outras coisas, vai sobrar para a vítima. Mas a cobertura da mídia foi sensacional.

Confira como ficou a classificação da São Paulo Indy 300:
1. Will Power (Penske)
2. Graham Rahal (Ganassi)
3. Ryan Briscoe (Penske)
4. Dario Franchitti (Ganassi)
5. Oriol Servià (Newman-Hass)
6. Mike Conway (Andretti)
7. Justin Wilson (Dreyer & Reinbold)
8. Takuma Sato (KV Lotus)
9. James Hinchcliffe (Newman/Hass)
10. JR Hildebrand (Panther)
11. Sebastian Saavedra (Conquest)
12. Scott Dixon (Ganassi)
13. Ernesto Viso (KV Lotus)
14. Marco Andretti (Andretti)
15. James Jakes (Dale Coyne)
16. Charlie Kimball (Ganassi)
17. Vitor Meira (Foyt)
18. Ryan Hunter-Reay (Andretti)
19. Alex Tagliani (Sam Schmidt)
20. Simona De Silvestro (HVM)
21. Helio Castroneves (Penske)
22. Tony Kanaan (KV Lotus)
23. Danica Patrick (Andretti)

Não completaram:
24. Bia Figueiredo (Dreyer & Reinbold)
25. Raphael Matos (AFS)
26. Sebastien Bourdais (Dale Coyne)

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em automobilismo, Indy

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s