Pneu

SÃO PAULO (Bem-humorado) – Não, não vou falar de automobilismo neste post. Vou falar de outra de minhas paixões, o futebol.

De vez em quando, como qualquer mortal que trabalha, gosto de chegar em casa e me largar no sofá, deixando uns neurônios morrerem de tédio na frente da TV, enquanto outros descansam e apagam. Ou seja, me desligo um pouco no lazer mais comum do brasileiro. E o lazer consistiu em ver um jogo da Copa do Brasil, Coritiba vs. Palmeiras.

Quando trabalhei em rádio como repórter de campo, acompanhei mais o Palmeiras do que os outros três grandes, além da Portuguesa, que era o carro-chefe da casa, ó pá. Tirando a Lusinha, o time do Parque Antarctica era nossa maior audiência. A cada 10 dias em média eu estava no estádio (agora demolido, pena) e já identificava setores da torcida, quem era a “turma do amendoim” (que são realmente insuportáveis), quem era o apaixonado que ia lá no estádio todo jogo, etc. Aprendi até os gritos e cantos da torcida que ficava atrás dos gols. Era divertido ver a paixão de outros torcedores de perto sem o compromisso de eu estar torcendo também. Até amigos encontrei por acaso nas arquibancadas. Era legal.

E digo isso porque o Palmeiras não merecia tomar um “pneu” de 6 a 0 como vemos num set de tênis, Mas foi isso que aconteceu. Juro, fiquei até com pena dos torcedores que foram lá tentar incentivar o time na Copa do Brasil após o time ter sido eliminado do Paulistão pelo Corinthians e jogando melhor o tempo todo, inclusive quando estava com um homem a menos.

Marcos, o goleiro idolatrado pela torcida, retornou ao time e ficou perdidinho, vendo a melhor defesa do Campeonato Paulista levar seis gols no mesmo jogo, um terço do que levou no estadual. Tem algo muito, mas muito errado nesse time. Que deixou de ser um time.

Deu dó do Marcão. Todo jornalista adora entrevistar o cara (e eu também, tive algumas oportunidades e é sempre um prazer), ele é um dos jogadores mais queridos do futebol, que fala o que pensa. E não merecia voltar assim, nessa humilhação. E olha que ele não teve culpa em nenhum dos gols.

O Coxa vem de 23 vitórias consecutivas, fato que Felipão, arrogante como nunca, menosprezou. E tomou uma piaba histórica. Pois tem agora que administrar uma dor de cabeça do tamanho do Palmeiras. Do tamanho da torcida do Palmeiras. Do tamanho de Marcos. Que já disse que não tem como reverter o resultado, que não vai ficar falando groselha para atrair e enganar a torcida. E que já que ele foi escalado para ser baleado assim, então que ele seja escalado de novo para acabar de enterrar o time.

A parte dele ele já fez, e muito, tem crédito de sobra. E ainda evitou uma goleada maior com pelo menos duas intervenções fantásticas. Goleiro campeão de Copa do Mundo, titular, Marcos pode falar o que quiser. Quem tem de dar explicações são os outros, não ele. Triste fim de carreira para ele.

Desde a briguinha de Kleber e Felipão via internet que o time não vem bem. Valdivia, que falou muito também quando esteve machucado é outro que ultimamente vem jogando mais para si do que para o clube. O time não é um time. É um amontoado de jogadores que não falam mais a mesma língua, que não mais se respeitam e que dão claros sinais que estão indo contra o treinador. Scolari tem bala na agulha, vai ser mais fácil fazer uma lista de dispensa do que ele sair, mesmo com seu astronômico salário.

Mas o Palmeiras precisa urgentemente achar um caminho para o Brasileirão ou vai virar uma Portuguesa (com todo o respeito que tenho pela Lusa).

E digo mais, o Coritiba está jogando o futebol mais vistoso do Brasil até o momento. O Cruzeiro caiu no meio da semana na Libertadores jogando mal, sem empolgar como fez na primeira fase. E o Santos é irregular. O Coxa bateu o Palmeiras com autoridade de campeão usando jogadores que não deram certo em outros times, tipo o Bill, ex-Corinthians. Pode não ter elenco, mas tem liga, o conjunto encaixou e deu certo. E quando isso acontece, é difícil parar.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em futebol

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s