In Malaysia (2)

São Paulo (onde tem fumaça, tem fogo) – Para nossa alegria, choveu na Malásia. Quando não tem um sol para cada um, tem um dilúvio de proporções bíblicas. E como brincou Galvão na transmissão, só pode ter sido ideia do Bernie Ecclestone de fazer a corrida ser nesse horário, porque chove, mas chove muito, e justifica a declaração de que o chefão da F1 queria molhar a pista uma época para dar mais emoção. E é dramááático, amigo…

E para quem viu desde o começo, uma corrida mítica. Fernando Alonso e Sergio Pérez foram os nomes da prova. E como tem estrela esse Alonso, vai ser largo assim lá em Sepang! O cara nasceu virado para a lua numa noite de planetas alinhados com o sol brilhando na décima-terceira casa do horóscopo chinês em ano bissexto, só pode! Nada explica essa sorte toda (além de uma competência ímpar, claro) para chegar em primeiro com a Ferrari. E “Checo” Pérez é outro competente e agraciado pela Dona Sorte. Colocar uma Sauber no pódio é um feito digno de medalha, placa de prata, busto de bronze na sede da equipe e um aperto de mão do Carlos Slim. 

Mas vamos aos fatos. Na largada começou a chover fraco e em oito voltas a chuva deixou a pista como um imenso lago, causando entrada do safety-car e logo depois uma bandeira vermelha, que interrompeu a corrida 51 minutos. Antes do aguaceiro, Hamilton e Button seguiram na ponta e apenas Perez e Senna entraram para trocar pneus – Sergio porque foi esperto e vidente e Bruno porque se achou com Maldonado. Aí todo mundo resolveu ir para o box, mas Pérez já tinha ganhado todas as posições menos as das McLaren.

Na relargada, o safety-car foi na frente guiando o pelotão, e depois de sua saída, sete pilotos foram colocar pneus intermediários. Aí Hamilton, um dos primeiros a entrar, teve de esperar todo mundo passar para ele poder sair, aí Alonso ganhou a primeira posição que era de Pérez naquele momento. E Button, quem diria, deu uma de novato e acertou Karthikeyan, que estava na frente (sim, é verdade!), num erro incomum do lorde. Com o bico quebrado, Jenson teve de parar de novo. Sua corrida acabou aí.

E Alonso, o santo milagreiro espanhol, tirava 1,5 segundo por volta dos outros com a carroça vermelha aproveitando a cara no vento. Aí Pérez reagiu: foi tirando a diferença volta a volta, virando 7 décimos mais rápido que Fernando e que a McLaren de Hamilton. Nesse ínterim, a pista foi secando e Ricciardo foi o primeiro a colocar pneus de pista seca, e voltou virando 5s mais rápido que todo mundo. Alonso parou uma volta antes de Perez e conseguiu respirar um pouco, mas o chicano foi buscar a diferença e se aproximou perigosamente, tirando mais de 1 segundo por volta.

Faltando sete giros para o fim, Pérez colou em Alonso e aí veio uma mensagem de rádio que fez as coisas ficarem muito esquisitas. O engenheiro da Sauber disse a Sergio: “Checo, tome cuidado. Precisamos dessa posição”. E nisso o piloto escapou da pista, colocando as quatro rodas na pista úmida e acabando com suas chances de ultrapassagem sobre o bicampeão.

As teorias: a mensagem desconcentrou o piloto, que ainda não tem tanta experiência e se afobou um pouco atrás de Alonso. Ou foi uma mensagem cifrada da Sauber corre com motores Ferrari. Mas que isso ficou estranho, ah, ficou, e muito!

E parece que a molecada treme um pouco quando chega atrás de Fernando. Na Austrália foi Maldonado, agora Pérez. Mas o resultado é que Alonso chegou em primeiro, incrível com o carro que tem. Sergio levou a Sauber ao melhor resultado da história da equipe. Hamilton completou o pódio. E de quebra, o engenheiro de Fernando e Peter Sauber choraram com a performance de seus contratados.

Os mecânicos de Alonso colocaram na placa a palavra “mágico”. E foi mesmo. De novo, o espanhol tira leite de pedra do carro. E foi um baita resultado para Sergio e a Sauber. Primeiro pódio mexicano desde o segundo lugar de Pedro Rodriguez em Zandvoort, 1971. Tem futuro esse garoto.

E Kobayashi não foi mito, terminou abandonando, com problemas no freio. Quem fez bonito foi Bruno Senna, que tinha ficado em último na largada e veio jantando quem estivesse em sua frente com maestria. Finalizou em 6º , justificando sua contratação pela Williams.  Corridaça do brasileiro. Maldonado foi pífio, apenas 19º. O venezuelano mostra que é bem rápido e que está evoluindo muito a cada prova, mas ainda é atabalhoado demais.

As Red Bull foram mais que discretas. Mark Webber fez sua corrida sem sustos e fechou em 4º. Guiou para o gasto. Já Vettel sofreu também com a HRT de Karthikeyan. Se Button errou e quebrou o bico na batida, Sebastian foi ultrapassar e encostou no bico da HRT, saindo com um pneu furado e xingando todos os deuses e castas do piloto indiano. O carro  espanhol é lento demais e deixou o atual campeão apenas no 11º lugar. Sem pontuar, Vettel vai ter de se superar para manter a equipe energética entre os líderes no próximo GP.

Räikönnen deixou sua marca registrada na Malásia. Cravou a melhor volta no finalzinho. Se não ganha ou não faz uma corrida brilhante, pelo menos põe seu nome nas estatísticas da prova. Seu companheiro está virando leão de treino, porque em corrida é fraco. Abandonou na quarta volta com o carro na brita. Fraquíssimo.

Sobre as Mercedes, não aposto mais nada. Schumacher e Rosberg vão bem na classificação, mas em corrida perdem para o carro. Parece que só funciona com pouca gasolina. Pelo menos Schumi marcou um pontinho, mas nem razoável é pelo que a equipe mostrou na pré-temporada.

Aí temos duas Force India e uma Toro Rosso entre os 10 primeiros, bom resultado. Vijay Mallya tem uma boa dupla e Vergne parece que dá conta do recado na equipe rubrotaurina. E lá atrás as Caterham, Marussia e HRT fechando os que completaram a prova, com Maldonado no meio.

O que fica é essa imagem acima de Stefano Domenicali abraçando Pérez. Vale lembrar que, além da Sauber correr com motores Ferrari, Checo já testou pela equipe de Maranello não faz muito tempo e que a histérica imprensa italiana cogita que o mexicano é o nome para substituir Massa, que mais uma vez vai ter de lidar com as críticas pesadas de todo mundo, e muito por culpa dele dessa vez. Não dá para deixar o companheiro de equipe vencer enquanto se termina em 15º. A frigideira de Felipe só ganha mais calor com essa prova malfeita e a fritura pública vai ter mais um round.

O boato ganha força. E no fim até os mecânicos da Ferrari abraçaram Pérez. Estranho, muito estranho…

Com o resultado, Alonso lidera o Mundial de Pilotos, com 35 pontos. Hamilton é o vice-líder, com 30. Button tem 25. No Mundial de Construtores, a McLaren tem 55 pontos, contra 42 da Red Bull e 35 da Ferrari.

A próxima corrida é no dia 15 de abril, na China.

GP da Malásia – classificação final:
1º. Fernando Alonso (ESP/Ferrari), 56 voltas em 2h44min51s812
2º. Sergio Pérez (MEX/Sauber-Ferrari), a 2s263
3º. Lewis Hamilton (ING/McLaren-Mercedes), a 14s591
4º. Mark Webber (AUS/Red Bull-Renault), a 17s688
5º. Kimi Raikkonen (FIN/Lotus-Renault), a 29s456
6º. Bruno Senna (BRA/Williams-Renault), a 37s667
7º. Paul di Resta (ESC/Force India-Mercedes), a 44s412
8º. Jean-Éric Vergne (FRA/Toro Rosso-Ferrari), a 46s985
9º. Nico Hulkenberg (ALE/Force India-Mercedes), a 47s892
10º. Michael Schumacher (ALE/Mercedes), a 49s996
11º. Sebastian Vettel (ALE/Red Bull-Renault), a 1min15s527
12º. Daniel Ricciardo (ITA/Toro Rosso-Ferrari), a 1min16s800
13º. Nico Rosberg (ALE/Mercedes), a 1min18s500
14º. Jenson Button (ING/McLaren-Mercedes), a 1min19s700
15º. Felipe Massa (BRA/Ferrari), a 1min37s300
16º. Vitaly Petrov (RUS/Caterham-Renault), a 1 volta
17º. Timo Glock (ALE/Marussia-Cosworth), a 1 volta
18º. Heikki Kovalainen (FIN/Caterham-Renault), a 1 volta
19º. Pastor Maldonado (VEN/Williams-Renault), a 2 voltas
20º. Charles Pic (FRA/Marussia-Cosworth), a 2 voltas
21º. Narain Karthikeyan (IND/HRT-Cosworth), a 2 voltas
22º. Pedro de la Rosa (ESP/HRT-Cosworth), a 2 voltas

Não completaram:
Kamui Kobayashi (JAP/Sauber-Petronas), abandonou na volta 47
Romain Grosjean (FRA/Lotus-Renault), abandonou na volta 4

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em automobilismo, Automobilismo Internacional, Formula 1

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s