Arquivo da tag: EUA

And the winner is…

Nelsinho comemora sua primeira vitória na Nascar East (Foto: Getty Images)

São Paulo (barba e cabelo) – Nelsinho Piquet venceu agora à noite sua primeira corrida na Nascar East, uma das subdivisões da Stock Car norte-americana. Depois de ter saído na pole e enfrentado alguns acidentes durante as 125 voltas da prova, que foi disputada em Bristol, Piquet Jr faturou a etapa de abertura da temporada. É a primeira vitória do brasileiro nos EUA e o feito foi elogiado no site da categoria.

O brasiliense teve de segurar Ryan Blaney no finalzinho, após o americano vir babando depois da bandeira vermelha a duas voltas para o final, mas não foi páreo. A terceira posição ficou com Ryan Gifford. O acidente que acionou a bandeira vermelha foi causado por Daniel Suárez, companheiro de Nelsinho, fazendo a prova ser interrompida para a limpeza da pista, restando apenas quatro voltas para o encerramento. A equipe de Nelsinho é a X Team, que tem como um dos sócios Geraldo Rodrigues, o que pode ser considerado uma vitória realmente brasileira.

“Foi excelente: mais rápido no treino, primeira pole na Nascar, primeira vitória. Hoje foi um dia muito importante para mim. É minha primeira vitória nos Estados Unidos, a primeira com um carro fechado então claro que é uma emoção diferente. Levar a bandeira do Brasil para o victory lane é parte de um sonho conquistado e motiva muito para o resto do ano”, afirmou ele.

Bacana ver o ressurgimento de Piquet Jr depois de toda a malhação de judas que o moço recebeu após o infeliz incidente em Cingapura, naquela patacoada armada com Flavio Briatore. Ele pilota bem, tem talento de sobra e está se reerguendo aos poucos, fugindo do circo da mídia e ganhando respeito a cada dia, a cada prova, entre seus pares nos Estados Unidos. É bom demais para ele essa vitória, prova de que ele está no caminho certo, fazendo o que gosta e sendo querido na trilha que escolheu seguir. Que siga vencendo!

Nelsinho Piquet enfrentou acidentes e uma bandeira vermelha para vencer em Bristol (Foto: Divulgação)

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em automobilismo, Automobilismo Brasileiro, Automobilismo Internacional

Música no carro

Sonic, GM, Chevrolet, Chevrolet Sonic, compacto, hatches, comercial, OK Go, bandaSão Paulo (Mandou bem, GM) – A cada dia surge um fenômeno na internet, seja em qual área for. No quesito “carros”, a coqueluche do momento é este comercial do Chevrolet Sonic, que deve desembarcar por aqui nos próximos meses, numa sacada sensacional da GM estadunidense, que convidou a conterrânea banda OK Go, famosa por seus clipes criativos e alternativos (vale muito dar uma olhada no canal deles no YouTube).

A genialidade, no caso, foi juntar a divulgação da nova música da banda, “Needing/Getting”, e o carrinho da GM, usado para tocar intrumentos e outros objetos ao melhor estilo Hermeto Pascoal de ser. O vídeo levou quatro meses entre preparação e gravação – só esta durou quatro dias – em Los Angeles, com mais de mil apetrechos sonoros colocados num circuito de pouco mais de 3 Km. Além disso, o Sonic ganhou diversas traquitanas para completar a brincadeira.


Fazendo um exercício de memória, eu me lembrei deste comercial aqui da Chevrolet com o lançamento do Corsa 4 portas em 1997 (olha a idade), que me deixou de boca aberta. Até então eu nem sabia que existia um grupo chamado Stomp que fazia algumas maluquices sonoras parecidas, que inspirou essa excelente peça publicitária nacional.


Outra coisa mais ou menos nessa linha é esse francês doidão que faz música com coisas inusitadas, o Michel Lauzière, como tocar Mozart com patins usando garrafas cheias d’água. Criatividade não tem limites!

 

Deixe um comentário

Arquivado em Arte Pura, carros, Comerciais, generalidades, Música para ouvir

O futuro a Deus pertence

 

São Paulo (é o que tem para hoje) – Cada dia que passa parece mais que o ciclo do recordista de provas disputadas na Fórmula 1 está encerrado. Rubens Barrichello também dá sinais de que está se conformando com a ideia de que após 19 anos não irá mais sentar num cockpit para disputar uma corrida, o que soa um tanto quanto estranho. Ele mesmo disse que o futuro está em aberto, se tiver uma chance ele vai sorrir para ela e continuar porque é o que ama fazer e ama estar lá.

Mas o que resta é praticamente um milagre. A Hispania é a única equipe que ainda oferece uma chance, mas correr por correr não é – nunca foi – do feitio de Rubens. Seria uma despedida mais que melancólica assinar para correr tendo grandes chances de não terminar uma prova e, se terminar, ficar minutos e voltas atrás dos líderes, brigando com um carro que parece fadado ao fracasso.

Seria melhor que Barrichello aparecesse na prova de abertura desse ano, pedisse para dar a bandeirada, entregasse o troféu ao vencedor e roubasse a cena na Austrália como ex-piloto de F1 e fosse tocar a vida. E parece que isso se encaminha para um futuro um pouco mais favorável à reputação e ao nome construído desde 1993. Essa semana, a convite do amigo de longa data Tony Kanaan, Rubens foi dar umas voltas num carro da Fórmula Indy em Sebring, na Flórida (EUA).

Rubens testa carro da equipe KV Racing em Sebring, EUA

Rubens e Tony completaram 295 milhas em teste nesta segunda-feira (30) durante o treino dacategoria. Pilotando pela primeira vez o DW12, carro da equipe KV Racing onde Kanaan corre, Barrichello percorreu 155 milhas e ganhou elogios do “irmão”, que andou 140 milhas no primeiro dia de testes. Nesta terça-feira (31), os dois voltam a pilotar os carro #5 e #11, respectivamente, das 12h às 20h (horário de Brasília).

O que pode se tirar daí é que Barrichello, no ínicio a favor da esposa Silvana – contrária ao marido correr na Indy por conta da insegurança dos circuitos ovais, vai mudando de opinião e até vislumbra uma vaga na equipe do amigo, fazendo um caminho já percorrido com enorme sucesso por Emerson Fittipaldi e até Nigel Mansell, entre outros. E para a categoria seria ótimo ter um piloo do gabarito de Rubens em seus grids, mais que o contrário.

Vendo o sorriso de Rubens, pode-se dizer que claramente ele está realmente feliz com essa possiblidade, embora os olhos e a fala ainda demonstrem que ele sente muito a falta do ambiente onde esteve por uma vida. Rubinho ainda mantém a gana e uma grande parte dos reflexos necessários para continuar andando em alto nível por algum tempo apesar da idade. A experiência pode compensar isso.

Ele ainda quer a Fórmula 1, fato mais que compreensível. Todavia, nessa fase é melhor disputar alguma coisa sorrindo do que resmungando e sabendo que o fim será inevitável. Pois que antecipe esse fim e busque um recomeço onde se possa sorrir. E o futuro pode sorrir para Barrichello em outra Fórmula. Basta ele querer sorrir de volta.

Deixe um comentário

Arquivado em automobilismo, Automobilismo Brasileiro, Automobilismo Internacional, Formula 1, Indy

Arte pura

SÃO PAULO (deu fome) – Um sujeito de Greenwood, em Indianápolis (EUA), chamado Terry Border, cria essas maravilhas de composições com objetos inanimados do cotidiano, sempre com um olhar bem humorado da situação.

O artista tem um blog muito bacana, dá pra ficar dezenas de minutos admirando sua arte. Vi numa notícia do UOL, aqui, que me chamou atenção. Peguei essa foto a esmo. Mas vale a visita.

"If You Can Dream It, You Can Achieve it" (Se você pode sonhar isso, você pode realizar isso"

Deixe um comentário

Arquivado em generalidades